Página InicialTextos EspíritasDivaldo e a Inveja Positiva

307 visualizações

Divaldo e a Inveja Positiva

maio 14, 2021

Sempre que sabemos de pessoas que dedicam a vida ao semelhante nos empolgamos, achamos bonito e nos provoca a vontade de fazermos o mesmo. É a chamada inveja positiva.

Segundo os psicólogos, existe a inveja positiva e a inveja negativa. A inveja positiva é aquela que nos faz nascer sentimentos e atitudes nobres, vontade de fazer o mesmo que a pessoa faz sem desejar-lhe o mal. Ao contrário, a inveja negativa é aquela que nos faz desejar o mal e até destruir a pessoa alvo.

Divaldo, o aniversariante do dia, nos faz sentir a inveja positiva. Quem já não teve vontade de imitá-lo? Como seria lindo abrir uma casa para menores carentes, adotá-los e ampará-los, dar-lhes educação, comida, tirá-los das ruas e do crime! Até parece que nos sentimos mais próximos de Jesus.

Em outro artigo que escrevemos e publicado neste site chamado “Apresentando São Camilo de Léllis aos Espíritas” dissemos que o Santo recomendava aos seus seguidores que vissem nos doentes a figura de Jesus e cuidassem dos doentes com todo o amor e carinho que eles dedicariam a Jesus, se fosse o Mestre que estivesse ali necessitando de ajuda, de um curativo ou de uma colher de comida na boca.  É lindo esse ensinamento e a qualquer pessoa faz nascer a vontade de fazer o mesmo. É a inveja positiva. Porém, será que estamos realmente preparados para isso? Já nos perguntamos por quantas dificuldades passaram essas pessoas? Já examinamos os limites da nossa paciência, tolerância e resignação? São Camilo era xingado, cuspido pelos seus protegidos e expulso do local onde eles estavam com palavras de baixo calão. Ele, porém, não os abandonava e até insistia, dizendo que não iria embora enquanto eles não estivessem bem e perguntando o que mais ele poderia fazer para amenizar-lhes o sofrimento.

Divaldo nos provoca a inveja positiva como São Camilo de Léllis, madre Teresa, Chico Xavier, Irmã Dulce, mas alguém já imaginou por quantas dificuldades ele passou?  Não somente dificuldades financeiras, mas as dificuldades da renúncia, do desapego, dos sonhos pessoais deixados de lado pelo amparo aos semelhantes.

Quando assistimos ao filme que fala de sua vida, saímos enlevados do cinema e o mesmo aconteceu com o filme sobre a vida do Chico e de Kardec. Foram missionários aos quais Jesus deu uma tarefa árdua, mas repleta de amor.

Se ainda não estamos preparados para a renúncia sem arrependimento, para o desapego sem sensação de perda ou nossos sonhos pessoais ainda não abrangem o universo e se encontram restritos a algumas pessoas próximas, pelo menos já sentimos a inveja positiva e isso é sinal de progresso.

Quem sabe nas próximas encarnações seremos nós preparados e agraciados com tarefas semelhantes, mais familiarizados com a prática do Evangelho e por isso merecedores da confiança do Mestre.

Feliz Aniversário, Divaldo!

Orleide Felix de Matos

 

Nota do editor:
Imagem ilustrativa e em destaque disponível em <https://br.freepik.com/fotos-premium/mao-de-crianca-e-pai-plantando-arvore-jovem-em-solo-preto-juntos-como-conceito-de-economia-de-mundo_1770609.htm>. Acesso em: 14MAI2021.

Orleide Felix de Matos
Orleide Felix de Matos

Nutricionista, Servidora Pública da Prefeitura do Município de Mauá, no Grande ABC, espírita desde 1971, alia o seu conhecimento da Língua Italiana e paixão pela divulgação da doutrina espírita para divulgar o Espiritismo aos irmãos da Itália, através de seus três blogs, uma página no Facebook chamada Le Nostre Persone Care Vivono nell'Aldilà e um canal no Youtube.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como