Página InicialEntrevistasEntrevista com Tibúrcio do Quadrinhos Fraternos

91 visualizações

Entrevista com Tibúrcio do Quadrinhos Fraternos

setembro 20, 2020

Agenda Espírita Brasil: Quem é o Tibúrcio? Idealizador do QF?
Tibúrcio: Eu sou um ilustrador e quadrinista. Nasci e moro em Niterói, RJ. Tenho 57 anos. Desenhei para jornais, house-organs, revistas inclusive a MAD nos anos 80.

Agenda Espírita Brasil: Como nasceu o projeto do QF? Foi sempre pensado nas Obras Básicas como fonte de conteúdo?
Tibúrcio: Não, nem sempre. Os QF começaram na forma de tiras que produzia para o Correio Espírita e tomava por base textos e causos do Irmão X. Ficaram tão bons que pensei em fazer o Nosso Lar e para isso contatei a FEB e foi aí que descobri que não podia fazer nada do que fazia sem a autorização e ela me foi negada. A FEB detém os direitos de grande parte da obra do Chico Xavier.
Mas lá mesmo me disseram que as obras básicas com tradução de Guillon Ribeiro eram de domínio público. Então passei a produzir os quadrinhos fraternos tomando essa fonte, por isso que neles você não vai encontrar a palavra “lamaçal”, mas “lameiro” nos gibis, porque essa é a tradução do Guillon Ribeiro que usamos.

Agenda Espírita Brasil: As tirinhas surgem desde o início com a proposta de atender uma faixa etária em específico?
Tibúrcio: Não, em nenhum momento penso em faixas etárias ou em infantilizar o texto. O que eu faço é pegar os textos da codificação e adaptá-los da forma mais fiel possível para quadrinhos. O Evangelizador depois decide com que crianças usar. Mas nunca tivemos problemas nesse sentido. Elas sempre gostam porque tem desenhos.

Agenda Espírita Brasil: Como é feita a seleção da temática das histórias? Existe interação com o público para pesquisa de conteúdo?
Tibúrcio: Quando alguém compra um gibi eu costumo convidá-la para nosso grupo de WhatsApp. Nesse grupo eu muitas vezes consulto os evangelizadores sobre o tema que vou trabalhar ou a forma de mostrar uma cena. Os evangelizadores sugerem os temas e eu peço que me digam o capítulo e item a ser convertido em quadrinhos e vejo a possibilidade. Nem todos os textos cabem num gibi de 4 páginas, por exemplo, a parábola do semeador com os comentários é muito grande para o espaço do gibi. Sim, existe interação. Eles vivem dando palpite nos gibis.

Agenda Espírita Brasil: Como é disponibilizada as historinhas? Canais impressos, redes sociais, parcerias…? E qual a periodicidade?
Tibúrcio: Pretendo que sejam mensais e impressas no formatinho de 4 páginas. Mas nem sempre consigo cumprir a periodicidade.
É que eu faço tudo, todas as etapas de produção, só não sou a gráfica, mas o resto eu que faço. Pesquisa, adaptação de texto, desenho, diagramação, arte final, cor e a venda e a postagem no correio. No nosso último gibi agora, que tem 8 páginas estamos grampeando também, mas nesse caso minha esposa me ajuda.
Este gibi maior é O PAI NOSSO, aquele estendido que fica nas “preces gerais” no final do Evangelho Segundo o Espiritismo.
Hoje tenho planos para o gibi de outubro, novembro, dezembro e janeiro. Mas como nossa estrutura é frágil, qualquer coisa atrasa nossa periodicidade.

Agenda Espírita Brasil: Como adquirir o Gibi?
Tibúrcio: Pelo WhatsApp (21) 99557-0536. Enviamos pelo correio para todo o Brasil.

Agenda Espírita Brasil: A produção é custeada por patrocinadores. Como tornar-se um apoiador?
Tibúrcio: Nós vendemos anúncios no rodapé do gibi que paga os 2000 exemplares da tiragem assim conseguimos rodar sem gerar custo extra e fazer o gibi mais barato. Quem quiser anunciar com a gente é só me procurar no WhatsApp (21) 99557 0536.

Temos também uma página de apoio.
https://apoia.se/quadrinhosfraternos
Nela o apoiador recebe de volta o apoio na forma de um pedido do gibi em produção mais recente. Por exemplo se ele apoia com R$10,00 ele recebe um pedido de dez reais que no caso é um gibi de R$2,00 + R$8,00 de correio registrado. E assim sucessivamente até os que apoiam com R$50,00, esses recebem 25 gibis de 2,00 ou 13 de 4,00. é que nós não cobramos frete de pedidos acima de R$50,00.

Agenda Espírita Brasil: Você destina total ou parcialmente a verba dos quadrinhos a alguma entidade filantrópica?
Tibúrcio: Não. Eu faço outras coisas. Eu, por exemplo, eu produzo um jornalzinho de uma página A4 frente verso para entreter os doadores de sangue e as pessoas que fazem transfusão. Isso eu faço de trabalho voluntário. Esse jornalzinho, eu imprimo uma pequena quantidade dele para o Hemocentro da minha cidade. Mas eu disponibilizo ele gratuitamente para qualquer Hemocentro do Brasil e coloco anúncio da instituição para que ela possa imprimir o distribuir para os seus pacientes. Eu fiz muita transfusão de sangue e essa operação às vezes demora 6 horas. Você fica lá sentado numa poltrona confortável, mas sem nada para fazer. Eu estive muito doente do sangue e por isso transfundi por quase um ano. Hoje estou curado, mas encampei a campanha de doação de sangue. Mas, apesar dos impressos, pouca gente se interessou.

Agenda Espírita Brasil: Que mensagem você deixaria aos leitores diante desse momento adverso vivido por nosso orbe?
Tibúrcio: Vamos ter fé em Deus que isso tudo vai passar. Vamos inventar trabalho, criar oportunidades para nós e para os outros.

Conheça mais este importante trabalho em:

https://www.facebook.com/quadrinhosfraternos/

Entrevista realizada por Thaís Theiss, colaboradora da Agenda Espírita Brasil

Thais Theiss
Thais Theiss
Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como