Página InicialSuicídio: conhecer para prevenirDa Catalunha: um plano de ação consistente na prevenção do suicídio

70 visualizações

Da Catalunha: um plano de ação consistente na prevenção do suicídio

janeiro 25, 2018

A equipe de profissionais de saúde mental do Hospital Santa Creu e Sant Pau e do Centro de Psicoterapia Barcelona-Serveis Saúde Mental que se dedica ao estudo, assistência e prevenção das condutas autodestrutivas e suicidas, cobre uma região de Barcelona, o Dreta Eixample.

Digno de atenção e estudo é o programa de prevenção da conduta suicida por eles lançado, em março de 2006, buscando atender a necessidade da intervenção urgente na realidade local “para conhecer as características da conduta suicida entre a população catalana, a partir de 2004, lançar um programa de assistência e avaliar seus resultados”.

Os objetivos gerais do plano são:

1) a prevenção à consumação do suicídio;

2) a prevenção à recidiva de tentativas;

3) o controle da ideação suicida para se evitar a concretização do ato.

Os objetivos específicos a se desenvolver nas diferentes fases do plano prevêem:

– Sensibilização dos profissionais envolvidos neste trabalho;

– Coleta de dados confiáveis sobre a ocorrência conduta suicida na região do Dreita Eixample;

– Levantamento das situações de risco suicida;

– Monitoramento constante das condutas e situações de risco suicida;

– Controle da situação até que o paciente possa ser incluído na rotina de atendimento dos programas de saúde mental;

– Coordenação das equipes e dos recursos disponíveis nos diferentes setores dos serviços de atendimento.

Na terceira fase do programa são propostas algumas inovações, por meio de duas ações:

Assistência aos pacientes com condutas ou risco suicida

· Otimização dos recursos existentes;

· Introdução de “coordenadores ou supervisores” para o tratamento continuado face ao risco suicida (“agentes antilíticos”);

· A criação de intervenções terapêuticas grupal ou individual para pacientes suicidas.

Intervenção rápida diante de condutas autodestrutivas

– Atenção aos pacientes com risco suicida procedentes das emergências ou atendidos nos ambulatórios.

– Elaboração de um plano terapêutico individualizado (PTI) em função das características e necessidades de cada paciente.

– Designação de um terapeuta específico para atendimento individualizado, de modo a assegurar a continuidade no tratamento do paciente.

Fonte:
http://conhecerparaprevenir.blogspot.com/2009/01/da-catalunha-um-plano-de-ao-consistente.html

Márcio Pereira de Souza
Márcio Pereira de Souza

Servidor Público, reside em São Paulo, capital e atua como colaborador na Agenda Espírita Brasil, juntamente com vários outros colaboradores de todo o Brasil que, voluntariamente, ajudam na divulgação da Doutrina Espírita.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como