Página InicialMensagens Espíritas em TextoSer Espírito Imortal

83 visualizações

Ser Espírito Imortal

novembro 1, 2017

É fácil compreender o estado íntimo de revolta ou de desesperança de todo aquele que crê que o afastamento definitivo do corpo, vivido pelo espírito, determina o seu desaparecimento para sempre, na sua condição espiritual.

É como se Deus, após as experiências evolutivas que nos fez vivenciar, pelos milênios afora, resolvesse desmantelar a própria Criação sua, atirando-a nos torturantes turbilhões do “não-ser”. Nada mais sem nexo, sem lógica e sem nenhum sentido para o raciocínio humano com alguma lucidez.

Cada Espírito, criado pela Divina Paternidade, é destinado à perenidade, à imortalidade, cabendo-lhe dar o melhor uso do tempo que desfruta nos movimentos do corpo material, com o sentido de se aprimorar ao longo da eternidade.

Uma vez que é motivo para a imensa ventura do ser humano saber-se imortal, ter a consciência de sua perenidade, isso não deixa de ser um fator de grande responsabilidade.

Não é simples para o homem comum admitir a imortalidade, porque ele tanto será responsável por todas as bênçãos que seja capaz de semear por onde passe, como por todas as calamidades e desditas que espalhe em seus caminhos. A imortalidade da alma tanto é bênção quanto é compromisso que todo ser humano aprenderá a valorizar.

Se com essa prerrogativa de ser imortal, de não conhecer a morte em termos definitivos, você pode sonhar com o encontro venturoso de seus entes familiares, após a morte corporal, do mesmo modo guardará a certeza de se deparar com aqueles que se tornaram inimigos seus, ou cuja inimizade ou carrancismo você fez questão de manter. A mesma imortalidade espiritual que fala de libertação e de alegria nos campos do Além traz igualmente os conceitos de remorso, de culpa, de frustração e de tristeza.

Vale, portanto, aproveitar-se o ser humano do precioso tempo presente, a fim de plantar as melhores sementes de fraternidade, de companheirismo e de verdade, pensando na colheita que lhe caberá fazer em dias mais próximos ou mais distanciados da sua existência imortal.

Como é importante desenvolver a consciência dos nossos valores imorredouros, ao longo da vida corporal, certos de que o fato de sair do corpo físico pela desencarnação não faz ninguém deixar o grande estuário da vida, que é dádiva de Deus, para mergulhar no “nada”. O que se passa é que no corpo ou fora dele, todos continuamos a viver, considerando que a vida da alma tem o caráter da imortalidade.

Tanto você mesmo quanto os seus amores, os seus amigos e os seus inimigos usufruirão desse recurso oferecido pela Divindade para que jamais conheçam a inércia da morte, nem estando no corpo físico, reencarnado, nem em seus movimentos de Espírito liberto pelas dimensões do mundo dos Espíritos.

 Psicografia de Raul Teixeira pelo espírito Benedita Maria (Sua Mãe) do livro Todos precisam de paz na alma.

Raul Teixeira
Raul Teixeira

Natural da cidade de Niterói (RJ), Raul Teixeira é licenciado em Física, Mestre e Doutor em Educação. Professor aposentado da Universidade Federal Fluminense. É um dos fundadores da Sociedade Espírita Fraternidade, localizada em Niterói (RJ).
A instituição mantém uma obra de Assistência Social Espírita denominada "Remanso Fraterno", que atende a crianças e família socialmente carentes, apoiando-as no seu soerguimento material e espiritual.
Conferencista dos mais requisitados no Brasil e no Exterior, já levou a mensagem espírita a 45 países, tendo servido como médium na recepção de 35 livros, publicados pela Editora Fráter.
Há 37 anos Raul Teixeira visita o Paraná, trazendo sua palavra de orientação e lucidez.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como