Página InicialNotíciasAlcance do Setembro Amarelo promete salto histórico em 2017

57 visualizações

Alcance do Setembro Amarelo promete salto histórico em 2017

setembro 12, 2017

No ano em que o tema “prevenção do suicídio” alcançou enorme exposição, CVV estima que o mês mundial de prevenção do suicídio atinja um novo patamar no país.

O ano de 2017 ficará para a história da prevenção do suicídio. Alavancado mundialmente pelo seriado “13 Reasons Why” e nacionalmente pela assinatura do convênio entre Ministério da Saúde e CVV para levar o telefone sem custo de ligação 188 a todo território nacional, o assunto quebrou tabus e assumiu a devida posição de destaque na imprensa, mídias sociais, escolas, empresas, famílias e rodas de amigos.

Com base nesse cenário, o CVV, entidade que atua gratuitamente na prevenção do suicídio há 55 anos, acredita que o Setembro Amarelo, mês mundial de prevenção do suicídio, terá uma repercussão histórica, com presença espontânea em locais nem imaginados.

“Nos anos anteriores foi possível iluminar locais como o Cristo Redentor no Rio de Janeiro, o Congresso Nacional em Brasília e o Estádio Beira Rio em Porto Alegre. Fizemos caminhadas, intervenções nas ruas e palestras em diversas cidades de todo o país” comenta Carlos Correia, voluntário do CVV. “Em 2017 esperamos tudo isso e muitas participações independentes e espontâneas de pessoas preocupadas com os casos de suicídio e se entendendo parte da solução”.

É exatamente na linha de que todas as pessoas podem ser parte ativa na prevenção do suicídio que o IASP – Associação Internacional de Prevenção do Suicídio definiu o tema do Dia Mundial de Prevenção do Suicídio deste ano: “Doe um minuto, mude uma vida”. Realizado em 10 de setembro, esse Dia Mundial tenta sensibilizar e conscientizar a população sobre os altos índices de suicídio no mundo e que essas mortes podem ser prevenidas em nove entre 10 casos.

Carlos comenta que oficialmente 32 brasileiros morrem por dia vítimas de suicídio e, segundo o IASP, há 25 vezes a mais de tentativas. “São 830 brasileiros que buscam a morte todos os dias, o que dá uma média de uma pessoa a cada dois minutos. Não dá para fingir que o problema não existe ou delegar somente ao Estado e aos especialistas o esforço para reduzir essa estatística”, complementa o voluntário.

Além da mobilização nacional pelo Setembro Amarelo no qual os cerca de 2.000 voluntários do CVV buscam com suas ações chamar a atenção da sociedade para o problema, através da iluminação de espaços públicos, realização de palestras e outras ações de divulgação; a entidade organizará o VII Simpósio Internacional de Prevenção do Suicídio e o IV Debate “A abordagem responsável do suicídio na mídia”, ambos em Porto Alegre / RS, nos dias 31 de agosto e 1 de setembro.

Como ajudar

Para colaborar, qualquer pessoa pode iluminar ou identificar a fachada de uma casa ou prédio, promover passeios de motos ou bicicletas com balões, fitas ou panos amarelos, caminhadas com camisetas amarelas, debates ou outras ações que impactem a população. O site setembroamarelo.org.br traz mais informações e alguns materiais de apoio que podem ser utilizados sem prévia autorização. Todos que enviarem fotos de suas iniciativas para o email setembroamarelo@cvv.org.br poderão ver o material compartilhado na fanpage do CVV (facebook.com/cvv141) ou do Setembro Amarelo (facebook.com/setembroamarelo).

Mais sobre o suicídio
• A cada ano, mais de 800 mil pessoas tiram a própria vida, o que corresponde a uma taxa de mortalidade de 16 por 100 mil habitantes, o mesmo que uma morte a cada 40 segundos, número que pode dobrar até 2020. (OMS, 2014)
• Na faixa etária entre 15 e 29 anos, o suicídio é a segunda causa de morte. (OMS, 2014)
• 75% dos casos de suicídio no mundo ocorrem em países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento. (OMS, 2014)
• 90% dos casos podem ser prevenidos – 90% dos suicidas são portadores de transtornos mentais, muitas vezes não diagnosticados. (OMS)
• No Brasil, a cada 45 minutos uma pessoa morre por suicídio (32 por dia). Ministério da Saúde, 2014.
• O Brasil é o 8º país em números absolutos de suicídio no mundo. (OMS, 2014)
• A taxa (Brasil) subiu de 5,3 para 100.000 habitantes no ano de 2000 para 5,8 em 2012 – aumento de 10,4%. (OMS, 2014)
• Estudo realizado pelo IBGE, com coordenação da OMS, na região de Campinas, mostrou que ao longo da vida, 17,1% dos brasileiros “pensaram seriamente em por fim à vida”, 4.8% chegaram a elaborar um plano para tanto, e 2,8% efetivamente tentaram o suicídio. De cada três pessoas que tentaram o suicídio, apenas uma foi, logo depois, atendida em um pronto-socorro (Botega e cols., Rev. Bras. de Psiquiatria, 2005).

Fonte: CVV via email

Márcio Pereira de Souza
Márcio Pereira de Souza

Servidor Público, reside em São Paulo, capital e atua como colaborador na Agenda Espírita Brasil, juntamente com vários outros colaboradores de todo o Brasil que, voluntariamente, ajudam na divulgação da Doutrina Espírita.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como