Página InicialTextos EspíritasA Mediunidade com Cristo!

83 visualizações

A Mediunidade com Cristo!

abril 6, 2016

francisco_rebouçasAs defesas das Casas Espíritas sérias, que trabalham exclusivamente na obra do bem, jamais estão esquecidas e recebem da equipe espiritual, toda atenção e cuidado na providência desse importante item que é a proteção de que necessitam os grupamentos mediúnicos, para que tenham total tranquilidade para que possam se dedicar às tarefas reservadas a elas na obra da caridade nas suas dependências com toda calma e todo amor possível.

Mesmo assim, as Instituições Espíritas, constantemente são alvo de ataques dos espíritos desequilibrados, que trabalham a serviço das trevas, na tentativa de espalharem temor e desequilíbrio por onde se movimentam, com a finalidade de amedrontar e causar desarmonia nas equipes do plano físico, que, se não estiverem bem preparadas para as tarefas poderão ser afetadas, sofrendo a interferência perniciosa dessas entidades perturbadoras.

Contudo, se os tarefeiros da equipe do plano físico forem portadores de uma conduta digna de um verdadeiro tarefeiro espírita, isto é, se procuram manter elevado padrão de moralidade em suas vidas particulares, se são zelosos em seus afazeres, respeitosos para com as Leis de Deus e dos homens, se cumprem com dignidade e honestidade, seus compromissos, e, ainda, confiam na equipe do plano espiritual, certamente nada precisarão temer em relação às ameaças que recebem dos espíritos que lá se manifestam com promessas de forra.

Essas entidades, perturbadas e perturbadoras, são levadas às reuniões mediúnicas, com o aval da equipe de proteção das tarefas de cunho espiritual das casas espíritas, e estão submetidos à rigorosa vigilância dos emissários da paz, pois, são irmãos em profundo estado de ignorância, e, por essa razão, precisam ter o merecido esclarecimento a respeito das Divinas e sábias Leis de amor que regem o destino das criaturas e que devem viger na relação de contato entre elas.

(…) Porem, aqueles que estiverem com o Cristo estarão fortalecidos para suportar qualquer problema. Onde há fé, a discórdia não domina, onde há esperança, a solidão não maltrata, onde há amor, o mal jamais vencerá, e onde houver o Cristo, certa é a proteção e a vitória no porvir. Estes são os verdadeiros antídotos para vencer o mal feito e afastar os adversários do bem!” ¹

A equipe espiritual, que cuida da segurança das tarefas levadas a efeito nas Instituições espíritas, particularmente na tarefa da desobsessão, é composta por verdadeiros “guerreiros”, devidamente instruídos para manter a tranquilidade com vigor, mas, de maneira respeitosa, dando ênfase à ordem que não pode ser negligenciada de forma alguma, pois, a caridade não dispensa a disciplina e o bom senso.

Nesse aspecto, os encarregados pela segurança do ambiente não permitem o ingresso de entidades perturbadoras ou malfeitoras sem o devido aval dos dirigentes do Mais Alto, para que o trabalho não sofra danos prejudiciais ao seu bom andamento; pois, são prestimosos e dedicados tarefeiros da Seara do Mestre de Nazaré, empenhados na plantação da semente do bem no solo dos corações necessitados.

É, por essa razão, que os participantes das equipes do plano físico, destinadas ao socorro dos irmãos necessitados nas reuniões mediúnicas, não precisam estar ansiosos ou preocupados com outra coisa, senão a concentração e o empenho em desenvolver da melhor maneira possível das funções reservadas a cada indivíduo na obra da caridade atendendo aos anseios da equipe espiritual que com eles contam para o bom êxito da empreitada.

Mesmo aquelas entidades que chegam às reuniões mediúnicas dizendo que invadiram o recinto dos trabalhos, contrariando a ordem de não entrar, mal sabem que seu ingresso foi permitido com severa vigilância e controle dos responsáveis pela harmonia e ordem no ambiente.

Assim sendo, tenhamos absoluta certeza de que, tudo que se passa nos ambientes das reuniões mediúnicas que trabalham alicerçadas pelo conhecimento contido nas obras do espiritismo, particularmente em O Livro dos Médiuns, e levado a efeito com amor e disciplina, por todos os tarefeiros da equipe encarnada estarão sob a direção e proteção de qualificadas equipes do plano espiritual, e supervisionada pelo Mestre da Vinha, que espera de nós outros, apenas a participação de forma digna e o sincero desejo de nos tornar instrumentos úteis sob o amparo amigo dos Emissários da Luz.

Francisco Rebouças.

A mediunidade com Cristo1

Bibliografia:
1) Cristiano, Emanuel – Livro: Bastidores da Mediunidade, pelo Espírito Nora, Editora Allan Kardec – 2ª edição, página 113.

Francisco Rebouças
Francisco Rebouças

Pós-Graduado em Administração de Recursos Humanos, Professor, Escritor, Articulista de diversos veículos de divulgação espírita no Brasil, Expositor Espírita, criador do programa: "O Espiritismo Ensina".

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como