Página InicialTextos EspíritasPasse magnético

94 visualizações

Passe magnético

maio 21, 2015

richard-simonetti-menor1 –    O que é o passe magnético, aplicado nos Centros Espíritas?
Em sua expressão mais simples, é uma doação de energia magnética, semelhante à transfusão sanguínea. Se o paciente está anêmico, o sangue transferido para suas veias o revitaliza. Se há problemas com sua Alma, exprimindo-se em angústias e perturbações, o passe o ajuda a recompor-se.

2 –    Como podemos definir esse magnetismo?
Trata-se de uma forma de energia a expandir-se dos seres vivos. No passe ela é controlada e exteriorizada por um ato da vontade. É o que faz o passista quando se posta junto ao paciente, guardando o propósito de beneficiá-lo.

3 –    O passista é um médium?
Não no sentido literal. Ele não entra em transe, não atua como intermediário. Conta, porém, com a indispensável colaboração de benfeitores espirituais que controlam o serviço. Eles emitem um magnetismo espiritual que, associando-se ao magnetismo humano, torna o passe mais eficiente.

4 –    O passe aplica-se apenas aos problemas da Alma?
Atende a todos os nossos males, tanto físicos quanto psíquicos. Quando a pessoa não consegue lidar com determinadas situações, pondo-se tensa e nervosa, sofre o que chamaríamos de “hemorragia magnética”. Perde vitalidade, fragilizando-se. Torna-se, então, vulnerável a influências espirituais deletérias. Revitalizando-a, o passe a ajuda a superá-los.

5 –    Qual a condição básica para que o paciente se beneficie?
A fé. Isso está bem claro nas lições de Jesus. Ele costumava dispensar os beneficiários de suas curas dizendo-lhes: A tua fé te salvou. O Mestre não premiava a fé. Apenas demonstrava que sem ela fica difícil estabelecer a indispensável sintonia com o passista.

6 –    Qual deve ser a postura do paciente, no momento do passe?
Orar com fervor, pedindo a proteção divina. Além da oração e da fé, há outro fator importante: o merecimento. Como ensinava Jesus, “a cada um, segundo suas obras”.  Se os sentimentos que cultivamos naquele momento são importantes, fundamental é o Bem que façamos sempre.

7 –    O passe estanca a “hemorragia magnética”?
Se o paciente tem uma anemia, decorrente de pequena hemorragia interna, a transfusão de sangue será mero paliativo. É preciso atacar esse problema, com medicamentos ou cirurgia. Algo semelhante ocorre com a  desvitalização magnética. As causas devem ser eliminadas. Caso contrário, o tratamento não terá efeito duradouro.

8 – Como lidar com isso, tendo em vista os problemas e contrariedades do cotidiano?
Nossos males não decorrem desses dissabores, inerentes à existência humana. A origem está na maneira como lidamos com eles. Se cultivarmos a compreensão, a tolerância, a paciência, a caridade e os demais valores insistentemente preconizados e exemplificados por Jesus, evitaremos destemperos verbais e mentais que favorecem os desajustes que nos perturbam.

Richard Simonetti

Nota do editor:
Imagem em destaque disponível em <http://larmariadapazportobelo.blogspot.com.br/2013/01/magnetismo-e-passe.html>. Acesso em: 19MAI2015.

Richard Simonetti IN MEMORIAM
Richard Simonetti IN MEMORIAM

Richard Simonetti é de Bauru, Estado de São Paulo. Nasceu em 10 de outubro de 1935 e Desencarnou em 03 de Outubro de 2018. De família espírita, participou do movimento desde os verdes anos, integrado no Centro Espírita Amor e Caridade, onde desenvolveu largo trabalho no campo doutrinário e filantrópico. Orador e Escritor espírita, teve mais de cinquenta obras publicadas.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como