Página InicialTextos EspíritasJesus perguntava!

70 visualizações

Jesus perguntava!

abril 13, 2015

andre-sobreiroNas notas dos evangelistas, referentes à vida e obra de Jesus, percebemos em várias passagens uma das estratégias usadas por Ele em suas pregações: nosso Mestre Galileu usava de questionamentos! Nosso Cristo fazia perguntas aos seus interpelados, mesmo conhecendo as respostas! Mas… Por que Jesus, em várias ocasiões, fazia perguntas aos seus tutelados, se a resposta já era conhecida por Ele?

Antes de refletir a esse respeito, analisaremos fato interessante, referente a essa situação: nas notas do evangelista Mateus (capítulo XXVI), Jesus encontrava-se no alto do Monte das Oliveiras, aguardando (em oração) a chegada de Judas e da guarda romana que efetuaria a sua prisão. Quando da chegada do grupo, Jesus recebe seu apóstolo transviado com interessante questão:

– Companheiro, a que vens?

Sendo Jesus o Governador Espiritual do orbe, nos parece óbvio que Ele conhecia essa resposta, uma vez que seu sofrimento fora profetizado por Isaías, no Antigo Testamento. Fez a pergunta, mesmo assim…

Jesus usava esse artifício para exercitar em seus tutelados a reflexão, uma vez que para formular uma resposta, fazemos uso do raciocínio. No caso de Judas, Jesus convida-o à reflexão, referente ao ato que em seguida seria cometido, e que marcaria a história da humanidade e a história pessoal do próprio apóstolo. Chamando-o de amigo, não lhe faltou com o carinho necessário, pagando a invigilância de Judas com o amor que Ele nos trouxe e, ao questionar o motivo de sua vinda o Mestre dá a Judas alguns segundos para formular uma resposta, sentir o peso do remorso, e arrepender-se… O que não aconteceu, infelizmente.

Encontramos outro exemplo interessante no livro “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” (autoria de Humberto de Campos, psicografia de Francisco Cândido Xavier). O autor narra, no início da obra, diálogo entre Jesus e Hilel, espírito de grande elevação, “encarregado dos problemas sociológicos da Terra”. Em “uma de suas visitas periódicas ao planeta Terra”, o Divino Rabi constata as deturpações do seu Evangelho de amor. Sugerindo ao seu emissário a necessidade de mudanças, Jesus questiona:

– “… Onde fica, nessas terras novas, o recanto planetário do qual se enxerga, no infinito, o símbolo da redenção humana?”

Interessante notar que Jesus, com a questão acima, leva Hilel a refletir sobre vários pontos das novas providências: que terras são essas? Que símbolo de redenção é esse? Por que no infinito?

As questões do Cristo eram, são e serão convites eternos ao aprendizado.

André Sobreiro

 

 

 

Nota do editor:
Imagem em destaque disponível em <http://iris_orion.blogs.sapo.pt/500367.html>. Acesso em: 13ABR2015.

 

 

André Luiz Iesi Sobreiro
André Luiz Iesi Sobreiro

Expositor, dirigente de estudos, trabalhador do CE Portal de Luz e da Rede Amigo Espírita.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como