Página InicialTextos EspíritasPeríodo de Recesso na Casa Espírita

123 visualizações

Período de Recesso na Casa Espírita

dezembro 5, 2014

marcio_costa_300x300Com a chegada do final do ano, muitas Casas Espíritas já começam a entrar no período de recesso de suas atividades de Evangelização. Para os Evangelizadores, foi mais um ano de muita alegria em ver nos sorrisos das crianças, adolescentes e pais uma parcela de todo o esforço em levar as bases dos ensinamentos de Jesus. Além de ser uma tarefa dignificante, também é um exercício de muita imaginação (e intuição) por parte de cada Evangelizador. Afinal, sempre se buscam novas formas, lúdicas ou não, de levar aos Evangelizandos as mensagens sublimes, mantendo-se fiel às bases doutrinárias. Assim, o período de recesso torna-se fundamental não só para o descanso natural, mas, principalmente, para rever o trabalho realizado e se preparar adequadamente para as atividades do ano vindouro.

Para os Evangelizandos a conotação deste período costuma ser um pouco mais diversa. Alguns se alinham à ideia do descanso, outros sentem falta do Centro e outros, ainda, desligam-se totalmente daquilo que fizeram no decorrer de todo o ano.

Toda Casa Espírita têm por finalidade acolher, consolar, esclarecer e orientar aqueles que a procuram. Sua estrutura se estende além dos limites que impressionam nossos olhos físicos. Muitas delas são verdadeiros postos de socorro e atendimento aos necessitados desencarnados que recorrem ao apoio dos espíritos de luz e mentores que ali atuam. Suas atividades nunca cessam e, todos nós, sejamos dirigentes, evangelizadores, evangelizados, servidores, voluntários ou público em geral contribuímos para a condução destes trabalhos. Sem nos darmos conta, nossos pensamentos e vibrações estabelecem elos que ajudam a criar a psicosfera que envolve a Casa Espírita, auxiliando-a em suas tarefas fraternas.

Voltando à questão da Evangelização, ela também faz parte de uns trabalhos com o quais colaboramos de forma consciente ou não. Os seus resultados geralmente refletem não só o esforço dos trabalhadores da casa, como também, da receptividade e sintonia oferecida pelos Evangelizandos. Logo, o que Centro Espírita faz para nós no decorrer de todo ano é, em parte, aquilo que nós mesmos fazemos em prol de seus trabalhos.

Ao serem finalizados os trabalhos na Casa Espírita no final do ano, não se encerram os trabalhos de nossos corações e mentes. Continuamos vibrando e gerando a sintonia que atrai os espíritos afins aos nossos pensamentos. Se durante todo o ano estivemos no Centro em buscando nos harmonizar com Espíritos iluminados, devemos procurar manter esta sintonia durante o período de recesso.

A Casa Espírita, bem como os templos, as igrejas, sinagogas, dentre outros, podem servir como locais de centralização da fé, do estudo e da caridade, conforme o caso e de acordo com as nossas intenções. Mas o maior de todos os lugares está em nossos corações e na sincera ligação que buscamos com o Criador. A partir daí constroem-se trabalhos, realizam-se atividades fraternas, aplicam-se a benevolência, a indulgência e o perdão em todas as suas possibilidades.

Neste período de festas natalinas talvez fiquemos um pouco afastados de nossas regulares atividades de Evangelização. Mas está em cada um nós mantermos a fé, o estudo e a motivação que nos permitirá manter uma continuada sintonia com planos mais elevados. Para isso, não precisamos fazer estudos aprofundados. Bastará apenas lembrarmo-nos dos ensinamentos recebidos e procurar aplicá-los; mantermos o nosso Culto do Evangelho no Lar nos horários escolhidos; fazer do “Orai e Vigiai” a ferramenta que nos permita conexões de paz durante todo o período; e vivenciar estes momentos de Natal envolvidos em muita luz e amor.

Bom recesso a todos!

Márcio Martins da Silva Costa

Referência:
CAMPETTI SOBRINHO, Geraldo. Casa-Máter do Espiritismo no Brasil. 2014. Disponível em: <http://www.febnet.org.br/blog/geral/colunistas/casa-mater-do-espiritismo-no-brasil/>. Acesso em: 04 dez. 2014.

Imagem em destaque:
Adaptação da imagem da “Turma da Paz”, da Federação Espírita Brasileira.
Disponível em <http://www.dij.febnet.org.br/blog/evangelizacao-espirita/cartazes-historicos-da-evangelizacao/>. Acesso em: 05DEZ 2014.
Não deixe de acessar as demais imagens do Departamento de Infância e Juventude disponíveis à página da FEB.

Márcio Costa
Márcio Costa

Membro do Conselho Editorial da Agenda Espírita Brasil, atua na divulgação da Doutrina Espírita escrevendo textos e realizando palestras.

Deixe aqui seu comentário:

Divulgue seu evento conosco.
É rápido, fácil e totalmente gratuito!

+ Clique e saiba como